O que podemos aprender com as crianças?

0
SaKAIZEN Sakurai

“Todas as crianças nascem geniais.
9.999 em cada 10.000 são desgeniadas rápida e inavertidamente pelos adultos.”
Buckminster Fuller

Um bebê quando nasce tem muito mais neurônios no seu cérebro do que quando se torna adulto. Um bebê ao nascer é um projeto completo de potencialidades plenas que vão sendo podadas a medida que cresce. Ele é moldado e esculpido pelos seus pais, seus mentores e instrutores, baseados em modelos distorcidos e limitados que, por sua vez, foram ensinados pelos pais e professores dos seus pais. Ao tentarem criar a sua obra prima, os adultos acabam inadvertidamente, na grande maioria dos casos, criando apenas uma pessoa medíocre. Muitos especialistas dizem que, em média, usamos menos de 10% de nossa capacidade mental.

De fato, os pais e as pessoas que têm grande influência na educação e formação das crianças são os principais responsáveis pela maioria das pessoas com limitações de comportamentos. Isso não é intencional, pois os pais querem o melhor para os seus filhos. Eles tentam fazer o melhor dentro de suas possibilidades e seus conhecimentos. Todavia, sua falta de preparo na educação dos seus filhos, a sua ausência ou abandono, os maus tratos e a falta de carinho e atenção, a indefinição de limites claros acabam por cercear todas as potencialidades de seus filhos. Criam sérias limitações de comportamentos e crenças limitadoras em seus filhos tornando-os, muitas vezes, inabilitados para enfrentar adequadamente os desafios da vida.

Na sexta-feira a noite assisti ao Globo Reporter que focou a atração dos jovens da classe média alta para o crime e a bandidagem. Jovens que tinham tudo em demasia, excesso de proteção dos pais, sem noções de limites claros e que acabaram seguindo caminhos em busca de estímulos que lhe dessem o máximo sentimento de prazer e de poder. E o que impressiona é a cegueira dos pais em identificar os sintomas que indicam que algo não está bem com seus filhos. Só descobrem a verdade tarde demais…

Fazer um filho é fácil e prazeroso, mas cria-lo e forma-lo exige muito preparo e responsabilidade que muitos pais e mães não estão preparados para assumir. Por isso, pense bem antes de decidir ser pai ou mãe de uma criança. Na hora de fazer o sexo gostoso, previna-se, usando preservativos e métodos contraceptivos. Não basta ser um macho alfa na hora de seduzir e transar. É preciso ser também um macho alfa, um verdadeiro MA maiúsculo para assumir todas as responsabilidades de seus atos. E infelizmente, muitos homens que se dizem machos alfa se revelam verdadeiros machos beta na hora de assumir suas responsabilidades.

No Brasil, 30% dos lares são comandados por mulheres que se tornaram cabeça do casal, ou por abandono ou por falta de responsabilidade do marido ou companheiro não tão macho assim na hora de assumir as suas responsabilidades familiares. E gente, uma criança sem um pai ou uma mãe sofre demais e provavelmente vai se transformar num adulto carente, sem auto-estima, com uma sensação de abandono e rejeição que vai acompanha-la por toda a sua vida. Reflitam bem sobre todo esse sofrimento das crianças, antes de gerarem uma nova vida…

Vocês sabiam que existe um risco real da possibilidade da extinção do gênero masculino humano? A ciência tem demonstrado que, a cada dia que passa, o cromossoma Y que determina o gênero masculino está cada vez mais fraco e deteriorado, não passando hoje de uma corruptela do cromossoma X feminino. Se isso continuar a acontecer, muito provavelmente o gênero masculino será extinto no futuro, por falta de utilidade. Aliás, vocês sabiam que todos nós somos inicialmente concebidos como fêmeas e que só depois nossos caracteres masculinos são desenvolvidos durante a nossa vida intra-uterina?

Diante desta possibilidade de tão impensável calamidade, pergunto a todos vocês, machões de plantão: o que podemos fazer para evitar um fim tão triste e sem honra para o gênero masculino? Temos que provar que ainda temos algum valor e serventia. Temos que demonstrar que somos indispensáveis para o sustento, para a felicidade e para o prazer emocional e sexual das mulheres antes que seja tarde demais…

É preciso urgentemente um processo de reengenharia para criar um novo homem que seja compatível com as expectativas das mulheres, um homem verdadeiramente mais humano. É imprescindível a participação e ajuda das mulheres neste processo, pois os homens têm dificuldade de entender as mulheres e suas necessidades psicológicas, físicas e sexuais, além da maioria deles ter dificuldades em compreender a si mesmo…

Bem, vamos voltar a falar sobre os bebês. Eles nascem puros e inocentes. Não têm a noção de falsidade e seu coração é livre de qualquer maldade. São sinceros na expressão de suas emoções verdadeiras e por isso nos comovem e nos cativam tanto. Têm uma capacidade incrível de aprender, muitas vezes desprezada e mal utilizada. Nascem gênios e desgraçadamente, na maioria dos casos, são transformados por nós, adultos medíocres, em outros adultos também medíocres.

Os bebês não exigem uma roupinha de griffe, não querem um berço maior e mais caro do que o do bebê do vizinho, nem o carrinho mais vistoso na hora de passear no parque, como os adultos fazem a questão de demonstrar. Os bebês querem apenas alimento, higiene, atenção, carinho e amor para serem felizes. Será que não podemos dar essas coisas para as crianças, na medida certa?

O que nós, adultos podemos aprender a mais com os bebês e as crianças? Acredito que temos muito a aprender com eles. Segundo as sábias palavras de João Guimarães Rosa: “Mestre não é quem sempre ensina, mas quem de repente aprende”. Se você quiser aprender as lições para uma nova vida com as crianças, veja o belíssimo e criativo trabalho desenvolvido por Anne Gueddes. Tenho certeza que as mulheres, sem exceção, se emocionarão com este trabalho. Quanto aos homens, se você não sentir nada ao ver este material a seguir, se nenhuma emoção tomar conta de você, se você não aprender nada, saiba que existe uma possibilidade muito grande dos seus genes serem um dos primeiros a serem extintos no futuro…rs…

Obrigado a todos e vamos proporcionar um verdadeiro feliz dia das crianças, cheio de carinho, doação, amor e compaixão, além, é claro dos presentes tão apreciados pelas crianças…

SaKAIZEN Sakurai
Aprendiz do comportamento humano

mais artigos Em Busca da EXCELÊNCIA

 


Comments are closed.