Algumas dicas para mulheres empresárias

Por Sandra Regina da Luz Inácio
   
   

Ao longo dos últimos treze anos, trabalhamos com várias mulheres empresárias.  Temos notado muitas mulheres pequenas empresárias com os mesmos desafios em matéria de crescimento e funcionamento das suas empresas, tais como sentimento oprimido e isolado, tendo dificuldade em manter-se focada, não basta ter apoio se não planejar para o crescimento futuro.

Eis um resumo de algumas dicas para qualquer mulher empresária de uma pequena empresa:

   

1) Concentre-se em seus pontos fortes:

Há um velho ditado - "Faça o que você faz melhor e delegue o resto."  Saiba quais são seus pontos fortes. Delegue qualquer coisa que você não está excepcionalmente qualificada, e concentrar-se, pelo menos, 80% do seu tempo usando seus talentos que estes é vão lhe trazer rendimentos.

2) Ponha-se em primeiro lugar:

Sua crescente empresa e negócio precisam de muito tempo e atenção.  Muitas mulheres no mundo empresarial se colocam em terceiro ou quarto na sua lista de prioridades.  Ponha você e seu negócio em primeiro lugar e tudo vai se encaixar nos seus devidos lugares..

3) Aprenda a dizer "não":

Os negócios começam a cair quando a empresária usa de  25% para 50% do seu tempo com compromissos não ligados diretamente à empresa.  A maioria das mulheres são muito comprometidas com as atividades não relacionadas a empresa (casa, filhos, domésticas, escola das crianças, etc.).  Seja estratégica, saiba dizer não especialmente nos primeiros anos do seu negócio.  Proteja seu precioso tempo que é valioso demais para a sua empresa.

4) Plano para o sucesso:

Falta de planejamento (uma das grandes causas que as empresas fecham).  Planejamento é muito importante porque provoca você a pensar na sua visão e os próximos passos para alcançar seus objetivos.  Você pode criar um simples plano de marketing que define o objetivo de seu negócio e como vai alcançá-los.

5) Peça apoio ou delegue:

Não tente ser a figura da “faz tudo”.  Observe onde você está se prendendo e gastando seu valioso tempo tentando revolver, peça ajuda a um especialista no assunto, te poupará tempo e futuras dores de cabeça.  Pergunte colegas ou outras pessoas que tenham estado em atividade e possam te orientar, ou crie uma equipe de suporte.

6) Fique sempre atenta a tudo o que ocorre na empresa:

Você não precisa ser expert em complexas demonstrações financeiras, mas se atente a  fixação de metas e acompanhamento de alguns indicadores-chave a cada mês, isso irá ajudá-la a entender como você está fazendo.  Você sabe a falta de informação ou o trabalho mal feito, gera um re-trabalho operacional e você não poderá se empenhar nas decisões estratégicas de sua empresa (estas sim são importantes para que tudo flua).

Implemente pelo menos quatro destas dicas e verá seu negócio florescer e crescer!

Sandra Regina da Luz Inácio Autora do livro O Perfil do Empreendedor e co-autora do livro Empresa Familiar: Conflitos e Soluções, juntamente com Domingos Ricca, Roberto Gonzalez e José Bernardo Enéas Oliveira. Vários artigos publicados na área de Administração e Psicanálise em revistas especializadas. E-mail: sandra@empresafamiliar.com.br
 

mais artigos sobre Carreira

             
  Artigos que você também vai gostar:
 
 
             
Faça uma busca pelo site
 
 
 
 
 
 LIVROS DE MARKETING PESSOAL
Marketing Pessoal - 100 Dicas para Valorizar a Sua Imagem

A Magia do Marketing Pessoal: O Segredo das Pessoas Bem-sucedidas

A Linguagem Corporal No Trabalho: Como Causar Uma Boa Impressão e Se Destacar Na Carreira Vença o Medo de Falar em Público  
 
   
Ver mais livros Marketing Pessoal  
 
 
 

Faça uma busca pelo site

 
Cadastre seu email e
fique por dentro das novidades

 
 
 
 
 
 
Facebook Portal CMC Twitter Portal CMC Portal CMC