Don Juan de Marco

0
Descubra PNL

Don Juan de Marco” parte de um silogismo romântico na qual é indagada a questão: a realidade é aquilo que vemos objetivamente ou ela é, na verdade aquilo que sentimos? O filme basicamente retrata um jovem que se dizia ser o próprio Don Juan, e que perdendo aquela que seria seu grande amor, resolve cometer suicídio.

O psiquiatra Jack Mickler (Marlon Brando) é chamado para convencer o jovem a descer e principalmente a compreender sua mudança de identidade. Neste caso o terapeuta teve que fazer algo que fosse diferente e esta diferença, para que seja útil, não se pode afastar-se demasiado da realidade do paciente, pois seria totalmente rejeitada e como podemos constatar ao longo do filme , uma boa terapia modifica o paciente e também o terapeuta, sendo uma construção conjunta acrescentando novas descobertas e emergindo sentimentos já adormecidos em nós. Diz-se que o amor nunca morre em nós, apenas adormece para que acorde cada vez mais forte, não é mesmo?

Os temas de PNL detectados foram os seguintes:

– Primeiro acompanhar… depois conduzir – Primeiro princípio da PNL e fundamental no filme para que ocorressem as mudanças desejadas.

– A comparação de tocar a mulher a tocar um instrumento raro – Metáfora utilizada por Don Juan no início do filme em sua última conquista.

– Utilização do meta-modelo de linguagem para convencer o suicida a descer do outdoor – estratégia utilizada na negociação, pelo terapeuta, para convencer Don Juan a não se jogar.

– Metáfora isomórfica de um caso similar ao de Don Juan – metáfora construída especificamente para elucidar os sintomas da personagem.

– Representação interna dos amores de Don Juan – a personagem descreve não só suas amantes, mas os locais com uma bela riqueza de detalhes.

– Resignificação do hospital – Don Juan interpreta o hospital como sendo a mansão do psiquiatra e ele seu hóspede.

– Rapport e espelhamento – Quando Don Juan aprender a lutar com espadas e no hospital com os enfermeiros.

– Pistas oculares – Bem identificadas no diálogo que a personagem tem com o juiz para ser liberado do hospital. Don Juan recorda-se o tempo inteiro da metáfora que ouvira do terapeuta.

A verdade que Don Juan sofria de um romantismo incontrolável, e o pior, contagioso. Até seu terapeuta ao final do filme se tornou um romântico de primeira linha. Uma mensagem fica para todos nós, quando a mãe de Don Juan (Dona Inez) vai visitar o médico e conversando sobre o passado do filho e principalmente quando perguntada sobre a verdade ela responde sem tremular: “A verdade está dentro de você”

Filme Don Juan de Marco

Título Original: Don Juan DeMarcoDon Juan DeMarco
Gênero: Romance
Tempo de Duração: 97 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 1995
Estúdio: New Line Cinema / American Zoetrope
Distribuição: New Line Cinema / Columbia TriStar Films
Direção: Jeremy Leven
Roteiro: Jeremy Leven, baseado em personagem criado por Lord Byron
Produção: Francis Ford Coppola, Fred Fuchs e Patrick J. Palmer
Música: Michael Kamen e Robert John Lange
Fotografia: Ralf D. Bode
Desenho de Produção: Sharon Seymour
Direção de Arte: Jeff Knipp
Figurino: Kirsten Everberg
Edição: Antony Gibbs

mais Filmes com Tecnicas de PNL

 


Comments are closed.